TUBI no MEO Kanal
Faculdade de Comunicação deve ter nova sede até 2013
Obra prevê construção anexa e reforma do prédio central. Diretor planeja novos cursos e ampliar corpo técnico-administrativo.
Por: Alberto Marques e Paulo Munhoz e Tatiana Dourado
Em: Sexta, 27 de Abril de 2012

A nova sede da Faculdade de Comunicação (Facom) da Universidade Federal da Bahia (UFBA), localizada em Salvador, na Bahia, nordeste do Brasil, deve ficar pronta em 330 dias, informa nesta sexta-feira (27) o diretor da instituição, Giovandro Ferreira. A obra prevê a ampliação e a reforma da estrutura atual ao custo de R$ 2,650 milhões. Do total, R$ 650 mil estão garantidos através de emenda parlamentar. A fonte do recurso complementar, no entanto, ainda não foi definida.

 

A primeira etapa é a de ampliação, cujas obras são executadas há três semanas. Orçada em cerca de R$ 1,3 milhão, o prédio anexo terá três pavimentos. No andar térreo, de acordo com o diretor, será implantado o setor administrativao, que inclui a empresa júnior e o centro acadêmico. Já o seguinte estará dedicado de modo exclusivo ao Centro de Comunicação, Democracia e Cidadania, que contará com a verba obtida através da emenda. O último andar foi reservado ao laboratório de fotografia e rádio, com redação integrada também para produtos impressos e televisivos.

 

O cronograma indica que as obras de reforma no atual prédio central - que abriga a Facom desde 2000 - sejam iniciadas após o processo de ampliação. Antes, no local funcionava o Restaurante Universitário (RU) do campus de Ondina da UFBA. Giovandro Ferreira explica que, dentre as prioridades, a diretoria planeja instalar um banheiro em cada andar, com chuveiros no do último, ampliar o espaço da cantina e dos corredores internos, além de dois elevadores.

 

Cerca de 600 alunos estão matriculados nos atuais cursos de Jornalismo e Produção Cultural e se somam aos aproximados 100 discentes dos dois programas de pós-graduações, o Póscom (Comunicação e Cultura Contemporânea) e o PósCult (Cultura e Sociedade), segundo dados da faculdade. Na nova sede, possivelmente inaugurada em 2013, podem ser implementados um mestrado profissionalizante, além de um curso de cinema e audiovisual, como relata o diretor.

 

Trabalham no local 16 terceirizados, 16 técnicos administrativos, 32 professores concursados e dois substitutos. "O número de professores tem aumentado. O grande gargalo é sobretudo os servidores técnicos administrativos. Hoje temos maior concurso para docentes e nem tanto para técnicos administrativos", avalia Giovandro Ferreira.  

Opções



Submeta o seu comentário:

Insira o seu email:

A publicação do comentário fica condicionada à verificação da existência do endereço de correio electrónico.

 

WebJornal Online - Journalism Workshop
2017 © Todos os direitos reservados [all rights reserved] LabCom/UBI